Legislação | Publicado em: 02/03/2017 13:45:00

A Segunda Turma do Tribunal Superior do Trablaho condenou a  Sociedade Coropo de Bombeiros Voluntários de Joinville, a indezinar um bombeiro como mesmo adicional de periculosidade que é concedido ao bombeiros civis.

O adicional é de 30% e o Tribunal, afirmou em sua decisão que o trabalhador já recebia o adicional de periculosidade sob o título de adicional de risco, previsto em norma coletiva. 

A decisão teve fundamento na Lei 11.901/2009. 

É possível conferir a íntegra da decisão, publicada originalmente no site do Tribunal Superior do Trabalho, clicando AQUI

 

 




Ministério Público empossa novo Procurador de Justiça
Facisc lança manifesto em favor da terceirização
Governo do Estado regulamenta link do Procon em sites catarinenses
Programa Trabalho Seguro conquista 100 parceiros no Estado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado





Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |