Indústria | Publicado em: 21/03/2017 17:47:00

A unidade fabril vai aumentar a competitividade da companhia no segmento de refrigeração no Brasil

Dando continuidade à sua estratégia de crescimento, a Termomecanica investiu R$ 8 milhões na implantação de uma nova fábrica (infraestrutura e equipamentos), localizada no polo industrial de Manaus (AM) e deve entrar em operação a partir de abril.

A nova unidade cria condições para que a empresa, líder do setor de transformação de metais não ferrosos, cobre e suas ligas, passe a atender com mais agilidade e preços competitivos principalmente os fabricantes do setor de refrigeração, que em grande parte se concentram na região.

A expectativa é de que, a partir de 2018, a Termomecanica da Amazônia esteja usando 100% de sua capacidade instalada, atingindo a produção de 150 toneladas mensais de insumo para atender a indústria de refrigeração.

De acordo com Carlos Alberto Legori, diretor industrial da TM da Amazônia, embora a Termomecanica já tenha market share significativo nesse segmento, a nova unidade industrial aproxima a companhia da meta de abastecer 100% do mercado nacional, que hoje ainda importa parte desses insumos.

“A TM da Amazônia facilita muito a logística de entrega de produtos, reduz custos e nos deixa muito mais competitivos para a entrega de produtos com a mesma qualidade que os fabricados em nossas plantas em São Bernardo. Os clientes ainda têm o benefício de não precisar manter grandes estoques para atender às suas necessidades. A reserva poderá ficar armazenada em nossa própria planta”, explica.

O carro-chefe da linha de produção da Termomecanica Amazônia é o tubo de cobre ranhurado que possui excelente aplicação na fabricação e instalação de sistemas de refrigeração e ar-condicionado, assim como de compressores, linha branca, refrigeradores comerciais, evaporadores, trocadores de calor, conexões, purificadores de água, entre outros.

A TM da Amazônia é a quinta fábrica da Termomecanica, que conta ainda conta com duas unidades em São Bernardo do Campo (SP), uma no Chile e uma na Argentina, além de um Centro de Distribuição em São Bernardo do Campo (SP) e outro em Joinville (SC).

“Nesses últimos anos, mesmo com as incertezas políticas e econômicas, fizemos questão de investir em tecnologia, novos processos e treinamentos dos funcionários para aprimorar ainda mais a qualidade dos produtos e do atendimento prestado ao cliente. Em 2016, apostamos inclusive em uma nova linha de Alumínio, que por conta da versatilidade e variedade de aplicações que comporta é uma excelente alternativa ao cobre. Tudo isso nos preparara para a desejável retomada da economia”, finaliza Pedro Torina, também Diretor da empresa.




Schneider Electric entra no TOP25 do Gartner pelo segundo ano consecutivo
Termotécnica apresenta novidade dedicada ao agronegócio
Coperativa Agrosem adota sistema fotovoltaico
Fornos a cadinho da Jung prometem economia em fundição
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado





Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |