Indústria | Publicado em: 31/03/2017 19:45:00

A companhia registrou aumento significativo em volume de vendas, apesar da retração do mercado de bebidas. Reflexo de melhorias operacionais e do reposicionamento das marcas

Mesmo com o cenário econômico desafiador e a retração do mercado de bebidas, a Brasil Kirin encerrou 2016 com conquistas expressivas.

A companhia reverteu o prejuízo de 2015 em um lucro líquido de R$ 271 milhões, com lucro operacional de R$ 352 milhões. O EBITDA (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) alcançou um resultado de R$ 596 milhões versus um número negativo de R$161 milhões no ano anterior.

Enquanto o setor registrou queda de 4,8% na produção de cervejas e 9,0% em refrigerantes, segundo Nielsen, a Brasil Kirin cresceu 3,5% em volume de vendas, sendo 1,3% em cervejas e 7,4% em refrigerantes.

Como consequência, a Receita Bruta de Vendas saltou para R$ 7,3 bilhões em 2016, um aumento de quase 10% em relação a 2015. A receita líquida totalizou R$ 3,7 bilhões, 5,5% superior a do ano anterior.

“Os bons resultados em vendas e em ganho de mercado reforçam que acertamos em nossa estratégia de revisão de portfólio e de reposicionamento das marcas”, comenta André Salles, Presidente da Brasil Kirin. Em 2016, a companhia apresentou uma nova cerveja Devassa, com líquido puro malte, embalagem premium e excelente custo benefício. Como resultado, Devassa registrou um crescimento de duplo dígito, apesar do recuo do setor.

Tendo como um de seus objetivos a “premiunização” e o acesso a diferentes estilos de cervejas, a Brasil Kirin apostou na ampliação da sua distribuição e também na variedade de embalagens e ocasiões de consumo. A Eisenbahn Pilsen, por exemplo, ganhou versões de 600 ml e lata sleek texturizada 350ml. Como resultado, as cervejas especiais do portfólio – Eisenbahn, Baden Baden e Kirin Ichiban – cresceram triplo dígito em 2016.

Outro destaque do portfólio foi Itubaína. A bebida cresceu duplo dígito, se consolidando como a terceira principal marca de refrigerante em São Paulo – maior mercado do país. Os refrigerantes Viva Schin, com o posicionamento voltado para o consumo em família, também registraram mid-single dígito de crescimento de volume de vendas em comparação a 2015.

Além dos bons números em vendas, a disciplina financeira e a gestão de custos contribuíram para o resultado positivo da companhia em 2016. Iniciativas com foco em eficiência operacional, por exemplo, resultaram na redução superior a R$ 283 milhões em custos. “Crescemos em volume e faturamento, em plena recessão da economia, o que só nos fortalece para os desafios que ainda estão por vir”, destaca André Salles.

Para 2017, a Brasil Kirin dará continuidade ao seu plano de negócios e confirma suas prioridades visando a melhoria contínua de desempenho. O trabalho de consolidação das marcas e sua posição como empresa de bebidas com amplo portfólio se mantém para o ano, seguindo também com forte estratégia regional, ampliando a distribuição de produtos, fortalecendo parcerias e focando a eficiência organizacional.




Gastronomia oriental é inspiração para lançamentos da Hemmer
WEG passa a fabricar aerogeradores na Índia
Duas Rodas inaugura novas instalações no Chile
Escassez atinge produção da sardinha em SC
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado





Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |