Indústria | Publicado em: 11/09/2017 12:45:00

O Veleiro ECO​, embarcação de pesquisa construído pela UFSC, já​ está na água. Mas, antes de ser colocado ao mar a embarcação cruzou as ruas de Florianópolis sobre uma carreta especial. Operação necessária para levar o Veleiro do Sapiens Parque, onde foi construído, até o Estaleiro Schaefer, no Estreito.

Na manhã de 06/09 a embarcação foi retirada da carreta e, por volta das 9h20, colocada pela primeira vez no mar. 

Um momento aguardado por cinco anos, desde o começo da construção em 2012.

Uma hora depois do primeiro contato com a água o Veleiro ECO saiu do Estaleiro Schaefer em direção à Marina de Biguaçu onde deve ficar até 30 de setembro para instalação do mastro e ajustes finais. Na sequência, parte para a Marina de Itajaí para no dia 03 de outubro ser batizado e lançado oficialmente.

O Veleiro ECO é o primeiro veleiro de expedições e pesquisas oceanográficas do Brasil e também o primeiro e único projetado e construído por uma Universidade, a Federal de Santa Catarina.

O projeto tem como principal objetivo aprimorar e expandir as pesquisas oceanográficas do país com expedições em várias regiões brasileiras, incluindo estudos sobre as mudanças climáticas do oceano, lixo marinho, monitoramento e apoio à exploração sustentável da biodiversidade e contribuições para a preservação da chamada Amazônia Azul.   

Para isso tem capacidade para que as primeiras análises sejam realizadas a bordo com uma equipe de pesquisadores de universidades nacionais e internacionais, das áreas de Oceanografia, Biologia, Ecologia e Engenharia.

Com 60 pés e 5,3m de largura, é feito de alumínio naval  – 5083 H116, soldado com tecnologia TIG e MIG de última geração, sendo grande parte por métodos automáticos. Pode hospedar comodamente até dez pessoas, entre pesquisadores e tripulantes.

Possui características de segurança e navegabilidade, permitindo expedições científicas de grande porte, incluindo as polares, particularmente a Antártica. A quilha retrátil permite a navegação em águas rasas de mangues e estuários de rios, áreas poucos exploradas pelas ciências nacional e internacional.

O projeto, concebido e coordenado pelo professor Orestes Alarcon, tem recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

 

PRÓXIMAS ETAPAS:

​Até 29 de setembro – Marina de Biguaçu para colocação de mastro e ajustes finais.

30 de setembro – segue para Marina de Itajaí.

02 de outubro – Veleiro é protagonista de Encontro sobre Lixo Marinho na Marina de Itajaí.

03 de outubro – Batismo e lançamento oficial do Veleiro com a presença de autoridades.

Início de novembro (data a confirmar) – parte para a primeira expedição em São Pedro e São Paulo e Trindade.




Termotécnica ganha prêmio por embalagem
ZEN inicia fornecimento de polias de roda livre de alternador
Grupo Eliane participa da Cersaie 2017. Meta é ampliar exportação
Fornos Jung desenvolve forno para cremação de animais
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado





Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |