Cidades | Publicado em: 11/05/2017 09:45:00
Por: SindsegSC

Vários fatores podem garantir a segurança no trânsito, e a maioria deles depende da consciência e atitudes do próprio motorista ou passageiro, como o uso do cinto de segurança.

O cinto é um dos principais equipamentos de proteção dentro do veículo e deve sempre ser uma preocupação ao pegar a estrada. Além de sua utilização ser uma exigência por lei, o seu uso salva vidas em caso de colisão, e também reduz o risco de lesões graves.

Para demonstrar a segurança em números, segundo dados do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV) o uso do cinto de segurança reduz em 70% os riscos de lesões e 40% o riscos de morte dos ocupantes do veículo.

Além de usar sempre o cinto de segurança, é preciso que as suas condições também sejam verificadas periodicamente. Segundo informações do Observatório, os problemas mais comuns com este item estão na própria cinta e no fecho.

É importante prestar atenção se o tecido não está desgastado ou frouxo, pois em caso de impacto o seu funcionamento pode ser prejudicado.

O fecho do cinto também merece atenção especial, e deve ser testado regularmente para atestar se o encaixe acontece facilmente, e se a trava fica fortemente presa.

É importante lembrar que cada veículo possui características diferentes, e isto também influencia na durabilidade do cinto de segurança. Por isso também, em caso de troca é necessário se informar se o equipamento é adequado para o seu tipo de veículo.

Uso do cinto no banco traseiro

Segundo dados divulgados no Portal Brasil, uma pesquisa do Ministério da Saúde em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), informou que apenas 50,2% da população afirmou utilizar o cinto de segurança no banco traseiro de veículos. A porcentagem de pessoas que usam o cinto no banco de trás na zona rural é ainda menor, cerca de 44,8%.

Nesses casos é importante lembrar que o uso do cinto de segurança pelos passageiros do banco traseiro também é uma medida para proteger aqueles que sentam na parte da frente do carro em caso de colisão.

Os dados da pesquisa também revelaram maior consciência no uso do cinto no banco da frente. Entre os entrevistados maiores de 18 anos, 79,4% responderam que sempre utilizam o equipamento de segurança.

Pequenos hábitos de segurança podem evitar grandes acidentes, por isso, a prevenção é sempre o melhor caminho quando se fala de trânsito. A vida de seus familiares e das outras pessoas que transitam ao seu lado são muito importantes para serem interrompidas por um momento de descuido.

Seja consciente, utilize o cinto de segurança sempre!

Esta ação faz parte do planejamento de atividades do SindsegSC para contribuir com o Movimento Maio Amarelo e assim conscientizar a sociedade para a redução do grande número de acidentes de trânsito.

Fonte: SindsegSC – Sindicato das Seguradoras

 


Linha Direta

SindsegSC
(47) 3322-6067
www.sindsegsc.org.br


No Oeste catarinense, 12 municípios aderem ao SC Bem Mais Simples


Acibalc oferece Certificados de Origem Digital para exportação


Multifair inicia nesta quinta-feira com mais de 60 empresas confirmadas


Prefeitura da capital lança edital para licitação do trapiche do João Paulo

Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado





Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |