Entidades | Publicado em: 03/04/2017 20:43:00

Os associados Cravil que entregaram produção no ano de 2016 vão receber uma média de R$ 4,69 por saco de produção, proporcional ao volume entregue e ao saldo de capital.

O valor total de reajuste sobre a produção será de R$ 5,1 milhões, em juros e sobras de balanço a Cravil rendeu outros R$ 6,9 milhões.

Números que representam mais de 45% sobre o capital se somados o reajuste de produção, os juros sobre o capital e as sobras de balanço.

A Cravil, que faturou mais de R$ 544 milhões no ano passado, colocou à disposição da Assembleia Geral Ordinária (AGO), realizada na quarta-feira, dia 29, na sede da Cooperativa em Rio do Sul, pouco mais de R$ 4,1 milhões já descontados as destinações estatutárias.

Valor esse que representa 17,90% sobre o capital integralizado de cada associado Cravil.

O vice-presidente da Cravil, Renato Schmidt, de Petrolândia, lembra que no início de 2016 as perspectivas não eram favoráveis, mas que o trabalho rendeu resultados excelentes.

“Tenho certeza que todos os associados estão satisfeitos com o resultado da Cooperativa. Agora vamos esperar que este ano, que iniciou com preços não muito bons, possa também nos possibilitar atingir as metas propostas para 2017”.

Entre outros assuntos discutidos e deliberados durante a AGO, os associados Cravil elegeram o novo Conselho Fiscal que estará à frente da Cooperativa a partir de abril de 2017 até 31 de março de 2018, são eles: Vergílio Vento Neto (Atalanta), Angelo Dalagnollo Filho (Rio dos Cedros) e Anacleto de Mello (Witmarsum), como suplentes estão: Renato Schwambach (Rio do Sul), Erwino Bennert (Braço do Trombudo) e Gaudencio José Dalpiaz (Rio do Oeste).

Reajuste de produção

Somente o reajuste de produção, por saco entregue na cooperativa, rendeu ao associado em 2016 uma média de R$ 2,14. Valor que representa 84,5% a mais que em 2015, quando o reajuste médio por saco de produção foi de R$ 1,16.

 O reajuste disponibilizado ao associado através de “Vale Compras” já descontado o Funrural e a Capitalização ficou assim:

 * Arroz, Milho, Soja e Trigo –  R$ 2,10 por saco;

 * Leite in natura – R$ 0,06 por litro;

 * Semente de Arroz e Aveia  - R$ 2,50 por saco.

 *Feijão Preto  -  R$ 5,50 por saco

O associado Vanderlei Moser, de Rio do Oeste, membro do Conselho Deliberativo e do Leite diz que o resultado é fruto do trabalho conjunto. “Temos que agradecer o empenho de cada associado e colaborador que fizeram de 2016, ano com projeção de ser ruim, ter um resultado tão positivo”.




Fecomércio SC adere ao programa social de educação Novos Caminhos
AciBr participa de reunião de comitê de Centro de Inovação
Federação das CDLs discute demandas da região metropolitana do Alto Vale do Itajaí
Associação Empresarial de Brusque realiza Almoço de Ideias
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado
Patrocinado





Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |