| Publicado em: 03/07/2017 07:45:00

A Fecam - Federação Catarinense de Municípios, encaminhou ao Governo do Estado uma solicitação para que a alíquota de redução do ICMS do alho seja prorrogada. 

O benefício foi criado em 2015 e gerava a redução da alíquota do ICMS em 90% nas saídas de alho nobre roxo nacional in natura produzido no estado.

A redução expirou no dia 31 de março de 2017.

De acordo com a Fecam, o decreto tinha grande importância para a economia catarinense, sendo que 38 municípios de Santa Catarina são afetados economicamente com a diminuição da competitividade frente às demais unidades de federação.

Santa Catarina é o terceiro maior produtor de alho do Brasil e aumenta sua produção anualmente. 

Entre 2009 e 2015, a área colhida obteve crescimento médio de 9,36%, enquanto que no país a área total aumentou, em média, apenas 2,19%.



Eleição para reitor da Univali será nesta quarta-feira


Sistema de Inteligência Setorialdo Sebrae/SC lança novo portal


Cidasc divulga chamada para contratação de 228 aprovados nos concursos de 2016


Coordenadores de Núcleos da Acibalc tomam posse dia 22

Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado





Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |