Entidades | Publicado em: 25/08/2017 17:00:00

A Reforma Trabalhista terá um enorme impacto sobre as relações de trabalho. O texto-base promulgado pelo presidente Michel Temer no dia 14 de julho deverá entrar em vigor no próximo dia 14 de novembro, quando expira o período de adaptação de 120 dias.

 Os advogados trabalhistas Wolnei Ferreira e Romeo Piazera Jr. deram esclarecimentos durante a palestra “Relações do Trabalho”, durante o CONCARH 2017, realizado em Florianópolis pela ABRH-SC (Associação Brasileira de Recursos Humanos Seccional Santa Catarina).

Confira as dicas:

  • A reforma veio corrigir deficiências na legislação trabalhista. Nesse primeiro momento é importante ter cautela e responsabilidade em relação ao que vamos fazer em nossos ambientes de trabalho.

  • A reforma atualiza artigos da Confederação das Leis do Trabalho (CLT) e traz, como principal alteração, a possibilidade de patrões e empregados negociarem diretamente, e com força de lei, uma lista com 15 itens que já possuem decisões prévias consolidados pela CLT, como jornada de trabalho, participação nos lucros, banco de horas, entre outros.

  • A espinha dorsal da Reforma Trabalhista é a valorização da negociação coletiva. Não há dúvidas de que este é o melhor caminho, tanto para o empregado quanto para o empregador.

  • Apesar de amparadas pela nova legislação, as mudanças na CLT poderão receber enfrentamento da Justiça do Trabalho. Contudo, a expectativa é de que o número de processos trabalhistas reduza.

  • Apenas em 2016 o Tribunal Superior do Trabalho (TST) recebeu 3,9 milhões de novos processos. Atualmente, 2,5 milhões estão em tramitação.

  • A necessidade de alterações nas legislações trabalhistas surgiu a partir das mudanças impostas pela tecnologia às relações de trabalho.

  • A tecnologia acarretou no desdobrar do que os especialistas chamam de a 4ª Revolução Industrial, já em curso, e que deverá eliminar cinco milhões de empregos nos próximos cinco anos.

  • Em muitos países, 65% das crianças de hoje trabalharão em sistemas que ainda nem existem e 47% das funções que existem hoje correm o risco de desaparecer sob a ditadura da tecnologia.

  • Os profissionais do RH precisarão se reinventar para gerir as pessoas, sobretudo das diferentes gerações que atuam no mercado.

  • A tecnologia trouxe um novo cenário para a gestão de recursos humanos, especialmente a partir das TICs – Tecnologias de Informação e Comunicação. Não há mais distância entre o empregado e o empregador.

  • Entre as ferramentas que os profissionais de RH terão à disposição nesta empreitada está a comunicação. Através dela, o Recursos Humanos deverá identificar valores e compreender expectativas para comunicar adequadamente e dissolver barreiras entre os colaboradores de uma organização.

  • É comum ver jovens de 17 anos entrando no mercado de trabalho, com uma velocidade de conhecimento e domínio tecnológico superior, mas, sem respeitar hierarquias, convivendo com profissionais mais experientes, de gerações passadas.

  • Os profissionais de recursos humanos precisarão de criatividade e inovação para comunicar efetivamente para esses grupos e evitar choques entre as diferentes gerações. 




Presidente do SEPROSC está em Brasília contra a reoneração da folha
Programa capacitará gratuitamente pessoas com deficiência
Balneário Camboriú sedia Congresso Nacional de Jovens Empreendedores
Laguna ganha unidade para estabilização da fauna marinha
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado
Patrocinado





Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |