Blog do Editor | Publicado em: 16/12/2016 09:00:00

Santa Catarina é um dos quatro Estados brasileiros que possui o maior número de municípios com grau efetivo de gestão municipal no exercício de 2015.

É o que aponta a pesquisa referente ao Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM) – Anuário IEGM/TCESC – 2016, das 295 cidades do Estado, realizada pelo Tribunal de Contas de SC.

O IEGM é um indicador que mensura a qualidade das políticas e atividades dos municípios brasileiros, nas dimensões educação, saúde, planejamento, gestão fiscal, meio ambiente, cidades protegidas e governança em tecnologia da informação.

Ele apura a qualidade dos gastos públicos e dos investimentos realizados, a efetividade das políticas públicas e faz a mensuração dos serviços prestados ao cidadão. 

As notas variam entre A (altamente efetiva), B+ (muito efetiva), B (efetivo) C+ (em fase de adequação) e C (baixo nível de adequação). Também há uma nota geral, com a consolidação de todas as áreas.

Na apuração geral, nenhum município catarinense obteve nota A ou B+.

Das 295 prefeituras, 147 atingiram nota entre 0,6 e 0,749, que significa nota B. Outras 163 tiveram nota entre 0,5 e 0,599, o que seria um C+.

Somente 15 cidades apresentaram nota abaixo de 0,5, ou seja, ganharam um C.

Além de Santa Catarina, apenas São Paulo, Rio Grande do Sul e Amazonas tiveram nota média final classificada na mesma faixa catarinense (nota B).

Em Santa Catarina  

O município com o melhor índice de efetividade foi Araranguá, que atingiu nota 0,74, um B.

O pior resultado ficou com Calmon, com média final de 0,38, uma nota C.

Em algumas áreas, alguns municípios tiveram alto grau de efetividade, como a da Saúde.

De acordo com a pesquisa, 46 municípios catarinenses obtiveram nota A, com destaque para Pomerode, Romelândia e Salto Veloso (todos com nota 0,98).

Outros 130 municípios obtiveram nota B+ e 93 atingiram nota B.

Em saúde, apenas 4 municípios apresentaram baixo nível de adequação: Paulo Lopes, Campo Belo do Sul, Nova Veneza e Bom Jardim da Serra. 

Já em Planejamento, os resultados não foram os melhores. Pela pesquisa, 257 cidades ficaram abaixo do nível de adequação.

Apenas um município obteve nota A neste quesito: Vargem Bonita. Outros três municípios (Rancho Queimado, Ouro e São João do Itaperiú) atingiram nota B+. 

Em educação, a pesquisa revelou que os municípios de Presidente Castelo, com nota 0,94, e Erval Velho, com nota 0,92, são os primeiros colocados no ranking estadual. Outros 82 municípios obtiveram nota B+. Os municípios com pior desempenho nesta área foram Orleans, Paial e Bom Retiro. 

Em gestão fiscal, 164 municípios atingiram a nota B. Os destaques vão para Faxinal dos Guedes e Ibicaré, únicos com notas A.

Jaraguá do Sul, São Francisco do Sul, Porto Belo e Saudades, receberam nota A no quesito meio ambiente.

Em governança de tecnologia da informação, o destaque vai para Joinville, Florianópolis e Blumenau.

Os dados completos de Santa Catarina estão disponíveis na página principal do Portal da Corte Catarinense.




SC tem enxurrada de novas ações antes da mudança da lei trabalhista


Fiscais contestam perdão de R$ 800 milhões a distribuidores


A melhor carne do mundo é opção em restaurante de Blumenau


Justiça anula leilão da empresa de confecção Sulfabril

Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado





Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |