| Publicado em: 24/03/2017 19:51:00

Naufragou o acordo de leniência que estava sendo negociado entre a Engevix e o Ministério da Transparência. 

A notícia foi publicada há pouco pelo Valor Econômico.

A empreiteira catarinense, fundada em 1965, deverá receber em breve o temido selo de inidoneidade e se juntar ao grupo do qual já fazem parte outras empresas investigadas pela Operação Lava-Jato, como Mendes Júnior, Queiroz Galvão, Techint e UTC.

No ano passado o diretor José Antunes Sobrinho, morador de Florianópolis e um dos donos da Engevix, foi condenado a 21 anos e 10 meses pela 7ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro. 

Ele é acusado de pagar propina nas obras da usina nuclear de Angra 3.



Embraco é vendida para grupo japonês


Fechamento da Dudalina em Luiz Alves eleva demissões para 840


SC já tem mais servidores aposentados do que trabalhando


Registro de marcas pela internet custa até três vezes menos

Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado





Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |