Blog do Editor | Publicado em: 24/03/2017 19:51:00

Naufragou o acordo de leniência que estava sendo negociado entre a Engevix e o Ministério da Transparência. 

A notícia foi publicada há pouco pelo Valor Econômico.

A empreiteira catarinense, fundada em 1965, deverá receber em breve o temido selo de inidoneidade e se juntar ao grupo do qual já fazem parte outras empresas investigadas pela Operação Lava-Jato, como Mendes Júnior, Queiroz Galvão, Techint e UTC.

No ano passado o diretor José Antunes Sobrinho, morador de Florianópolis e um dos donos da Engevix, foi condenado a 21 anos e 10 meses pela 7ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro. 

Ele é acusado de pagar propina nas obras da usina nuclear de Angra 3.




Em parceria com Volkwagen, Senai em Joinville revitaliza centro automotivo
Neovox assina campanha para a Diretoria do Bem-Estar Animal da Prefeitura de Florianópolis
Silmaq busca posicionamento como parceira em moda e design
Não confunda networking com inworking
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado





Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |