Blog do Editor | Publicado em: 02/08/2017 10:00:00

A Porto Seguro encerrou o segundo trimestre e primeiro semestre do ano com crescimento nos prêmios de seguros, revertendo a queda do primeiro trimestre.

O foco da companhia na recomposição das margens proporcionou uma melhora na operação de seguros, resultando em um menor índice combinado. Além disso, os negócios financeiros e serviços obtiveram aumento da rentabilidade.

Porém, o resultado financeiro foi menor, explicado principalmente pela queda na taxa de juros e nos índices de inflação.

Na operação de seguros, os prêmios auferidos aumentaram 4% no trimestre e 2% no semestre. No seguro de automóvel, foi obtido um crescimento de prêmios consolidado das 3 marcas de 4% no 2T17, favorecido pelos reajustes de preços, enquanto a frota segurada reduziu 3% (vs. 2T16), em função do ambiente competitivo e da redução da demanda.

Contudo, a venda de veículos novos já mostra sinais de recuperação, com um aumento de 4% no semestre (fonte: Anfavea - vs. 1S16). Nos demais seguros, os principais produtos (Saúde, Residência, Vida e Previdência) apresentaram evolução em duplo digito, alinhado com a estratégia da empresa de diversificação dos negócios.

O índice combinado de seguros reduziu 2,5 p.p. no trimestre, atingindo 97,6%, decorrente da redução de 3,0 p.p. na sinistralidade total. A sinistralidade dos seguros de Automóvel e do Saúde decresceram 1,3 p.p. e 5,2 p.p. respectivamente, em função principalmente dos reajustes de preços realizados. Além disso, a sinistralidade dos seguros patrimoniais melhorou 4,3 p.p., beneficiada pela menor incidência de eventos climáticos no trimestre. Por último, os índices de despesas administrativas e de outras despesas operacionais no 2T17 ficaram estáveis, mesmo com a desaceleração dos prêmios ganhos.

As receitas das empresas Financeiras e de Serviços cresceram 14% no trimestre, intensificadas principalmente pela expansão dos negócios de Cartão de Crédito, Financiamento e Telefonia Móvel. O indicador de inadimplência das operações de crédito (> 90 dias) encerrou o trimestre em 5,0%, permanecendo 2,3 p.p. melhor em relação aÌ? média de mercado. A participação dos negócios financeiros e serviços no lucro total da empresa aumentou 8 p.p., sendo que a empresa ainda enxerga espaço para expandir de forma estratégica nesses negócios.

O resultado financeiro apresentou um decréscimo de 37% no trimestre, decorrente da redução do CDI médio em 24% e do menor desempenho das aplicações financeiras (ativos de juro real + inflação e renda variável), afetados pelas incertezas no cenário político e pela queda acentuada da inflação. A rentabilidade trimestral da carteira (ex previdência) foi de 2,1% (82% do CDI) e de 5,6% (98% do CDI) no semestre.

O lucro líquido atingiu R$ 238 milhões no 2T17, correspondendo a um aumento de 36% em relação ao mesmo período do ano anterior e o ROAE alcançou 15,0%. No 1S17, o lucro líquido atingiu R$ 454 milhões, com um aumento de 9% (vs. 1S16) e o ROAE atingiu 14,5%. Entretanto, no trimestre o resultado foi favorecido pelo benefício fiscal referente ao pagamento da primeira parte do JCP¹ no valor de R$ 243 milhões. Desconsiderando esse efeito, o lucro do 2T17 seria 1% menor e o do 1S17 reduziria 6%.

¹ A Empresa deverá complementar o pagamento de JCP (juros sobre capital próprio) no 4T17.

Principais Destaques

Receitas totais cresceram 5% no trimestre e 3% no semestre em comparação ao mesmo período do ano anterior.
Crescimento de 4% nos prêmios auferidos de seguros no segundo trimestre e 2% no acumulado do ano.
Lucro líquido no 2T17 de R$ 238 milhões (+36%) e de R$ 454 milhões no 1S17 - sem business combination. Desconsiderando o benefício fiscal referente ao pagamento de JCP, a variação do lucro seria de -1% no trimestre e -6% no semestre.
O ROAE atingiu 15,0% (+3,1 p.p.) no trimestre e 14,5% no semestre (+0,2 p.p.) - sem business combination.
Índice combinado de seguros alcançou 97,6% (-2,5 p.p.) no 2T17 e 98,4% (-1,1 p.p.) no 1S17. O índice combinado ampliado foi de 93,0% (+0,4 p.p.) no 2T17 e de 92,7% (+0,9 p.p.) no 1S17.
Resultado financeiro total de R$ 197 milhões no 2T17 (-37% vs. 2T16) e de R$ 503 milhões no 1S17 (-24% vs. 1S16).
O resultado das aplicações financeiras sem considerar recursos de previdência atingiu R$ 182 milhões no 2T17 (-29% vs. 2T16) e R$ 442 milhões no 1S17 (-18% vs. 1S16), correspondendo a uma rentabilidade de 2,1% (82% do CDI) no trimestre e de 5,6% (98% do CDI) no semestre.

Sobre a Porto Seguro

A Porto Seguro é uma empresa brasileira com mais de 70 anos de mercado e está entre as maiores seguradoras do País, ocupando a primeira posição nos ramos de Seguro Auto e Residência. Atualmente, são aproximadamente 8 milhões de clientes, 15 mil funcionários, 18 mil prestadores e 30 mil corretores parceiros. A companhia possui ainda 128 sucursais e escritórios regionais em todo o Brasil. O Grupo Porto Seguro é formado por 27 empresas – entre elas Azul Seguros e Itaú Seguros de Auto e Residência - que atuam nos mais diversos ramos como seguros, produtos financeiros, serviços de emergência e conveniência, proteção e monitoramento, telefonia celular, plano de saúde para Pets, entre outros. Em 2016, o lucro líquido da companhia foi de R$ 923 milhões.




Em parceria com Volkwagen, Senai em Joinville revitaliza centro automotivo
Neovox assina campanha para a Diretoria do Bem-Estar Animal da Prefeitura de Florianópolis
Silmaq busca posicionamento como parceira em moda e design
Não confunda networking com inworking
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado

Blog do Editor






















Patrocinado





Agenda Executiva

Encontre cursos, palestras e eventos em Santa Catarina


Empregos

Pensou em mudar de empregou ou carreira?
Encontre sua nova vocação



As mais lidas







Reprodução

Permitimos a livre reprodução do conteúdo, respeitados os contextos da edição. Agradecemos a citação da fonte - www.noticenter.com.br

Endereço

Rua Petrópolis, 206 - CEP 89010-240 - Blumenau - SC
Telefone (47) 3035-4314 | (47) 3035-4316

Receba em seu e-mail



Visite as Redes Sociais

Capa | Cidades | Blog do Editor | Legislação | Carreiras | Entidades | Gestão | Indústria | Logística | Marketing | Tecnologia | Têxtil | Imóveis | Saúde | Veículos |